Arquivos do Blog

..:: True Blood [s03x11] ::..

Comentários : [ 3×11 ]

Chegamos ao penúltimo episódio da temporada e confesso que me decepcionou um pouco. Aliás, no geral fiquei pouco satisfeita com essa temporada de True Blood. Teve muita trama paralela pouco interessantes, as histórias centrais também nem sempre foram desenvolvidas de maneira satisfatória.

Uma coisa recorrente nesta 3ª temporada foram os episódios um pouco monótonos e mornos demais durante 50 minutos porém as cenas finais deixavam sempre um cliffhanger incrível que nos deixava contando as horas pro próximo episódio. O grande problema é que esses cliffhangers não eram bem explorados e sempre foram resolvidos nos 10 segundos iniciais de cada episódio.

Começar comentando o que teve de melhor neste 3×11 de True Blood.

Eric bolou um plano pra acabar de vez com a vida do Rei nem que pra isso ele tenha que se sacrificar a própria vida também. Toda a sequencia desde a captura de Sookie e Bill, passando por Russel e Eric bebendo o sangue da Sookie e até os dois algemados de baixo do sol foi o ponto alto do episódio e conseguiu prender a atenção.

O casal fofo Hoyt e Jessica finalmente voltaram as boas, ela abriu o jogo sobre ter matado o caminhoneiro, sobre gostar de sangue humano e tal e que essa é a natureza dela e o que ele faz? Oferece seu pescocinho pra ela… Descobrimos que a mãe de Hoyt estava por trás da aproximação da Summer com ele, e é provável que essas duas ainda vai atrapalhar e muito a vida do casal.

Nada a ver essa paranóia da Arlene em querer tirar o filho porque acha que ele vai seguir os passos do pai assassino Rene. Mesmo com todo aquele ritual, a bruxaria não deu certo e a gravidez segue firme e forte pra alegria do Terry.

O que teve de mais chato no episódio? Tudo envolvendo Jason, Tara (novidade) e Sam.

Sério que trama mais sem graça o Jason ficou envolvido nesta temporada, quem se importa com o que acontece com ele e aquela mulher pantera? Vontade de adiantar todas as cenas.

Tara chorou de novo no episódio (novidade ²), esse luto eterno pelo Eggs só prejudica a personagem. Mas se formos parar pra analisar, ela tem um jeito peculiar de curtir o luto. Praticamente não existem passagens de tempo em True Blood então me arrisco a dizer que Eggs morreu tem uns 10, 20 dias no máximo e nesse meio tempo ela se envolveu com Franklin, trocou um beijo com Jason e por fim se enroscou com Sam. Tara tá de luto mas não é boba tbm.

Por falar em Sam, que xilique foi aquele dele bebado e ofendendo todo mundo? E eu que achei que o pior envolvendo ele era aquela história da família mala. Sam assim como Jason foi outro personagem muito mal aproveitado na temporada com tramas chatas e sem graça.

Tara e Sam neste momento estão se merecendo, ambos chatos.

Enfim resta apenas mais um episódio pra acabar a temporada e por mais que esta temporada não tenha sido animadora pra mim, estou ansiosa pra ver como será.

..:: True Blood [s03x10] ::..

Comentários: [3×10]

Com aquele incrível final do episódio anterior criei mil expectativas imaginando que o 3×11 iria pegar fogo mas não aconteceu, ao contrario, o episódio foi calmo porém repleto de revelações.

“How fucking lame!” Foi desta maneira que Sookie reagiu sobre a revelação de que ela é uma fada. Enfim foi dito com todas as palavras que ser tão especial é a Sookie, apesar de todo já mundo estar careca de saber ou pelo menos desconfiava depois daquela visitinha naquele lugar encantado.

Sempre tem alguém preocupado em proteger a Sookie mas ela mesma parece não dar importância pra sua segurança e sempre dá um jeito de se meter numa roubada. Ela sabe como seu sangue é importante para os vampiros e sabe que o Rei Russel está louco pra botar as mãos nela e ainda assim ela teima em sair escondida de casa.

Mas essa saidinha de Sookie rendeu um momento esperado por muitos, um beijo entre ela e Eric . E não é que Sookie retribuiu com vontade o beijo do vampiro, nem lembrou que Bill existia.

Não sei ao certo qual a intenção de Eric ao prender Sookie no porão, talvez seja pra usá-la numa armadilha contra o Rei Russell.

Por falar no Rei ele deu pouco o ar da graça neste episódio mas foi o suficiente pra roubar a cena. Excelente a sequencia de despedida com o “Talbot” e reafirma o grau de loucura que se encontra o personagem.

Tara vai desidratar de tanto chorar nesta temporada, mesmo que ela tenha motivos pra isso tá chato pra gente aturá-la deste jeito. De herói, Jason pode passar por vilão aos olhos dela depois que revela que matou Eggs… Jason também teve uma revelação neste episódio ao ver a namorada transformada numa pantera, mais metamorfos em Bom Temps.

Como esse foi o episódio das revelações, Arlene contou ao Terry que ele não é o pai do bebê e a reação dele é a mais fofa possível se comprometendo a dar muito amor ao bebê como se fosse dele. Mas Arlene parece não estar querendo levar essa gravidez adiante e acredito que Terry não a perdoaria por isso.

O momento flashback do Sam não acrescentou em nada a história mas conhecemos o passado obscuro dele, bem diferente desse lado bom moço que ele mostra há 3 temporadas.

O que dizer daquela “viagem” do Lafa com o Jesus? Sinceramente não gostei nada, achei totalmente dispensável mas talvez essa história dos antepassados macumbeiros tenha alguma relevância no futuro.

Ao que parece Hoyt e Jessica enfim voltarão a se entender. Amei o soco que ele deu no Tommy e adorei ela defendendo ele do Pitbull do Tommy;

Falta pouco pra acabar a temporada e vamos ver o que Alan Ball nos reserva.

..:: True Blood [s03x09] ::..

Comentários :3×09

A guerra entre humanos e vampiros está declarada! Rei Russell vem se tornando o grande destaque desta 3ª temporada de True Blood e nesse 9º episódio ele roubou a cena mais uma vez.
Logo no inicio do episódio tivemos a excelente cena do Rei desesperado ao encontrar os restos mortais de seu amado Talbot e agora a princesa Talbot continua fazendo companhia ao rei de dentro de um potinho.
Mas o grande momento do Rei Russell foi mesmo no final do episódio com ele invadindo a emissora de TV e matando o jornalista daquela maneira. E a reta final de True Blood promete incendiar com aquele discurso em rede nacional.
A vingança do Eric desencadeou um desejo de vingança ainda maior por parte do Rei Russell e todos vão sofrer com as conseqüências disto. O rei ao que parece chega a ser temido pela Autoridade e a Liga porque eles “ deram carta branca” ao Eric pra seguir com sua vingança .
Bill e Sookie continua aquela coisa sem graça juntos e dessa vez ele foi parar naquele lugar encantando e o mistério sobre o que é a Sookie persiste apesar que (quase) TODO MUNDO que assiste já sabe o que ela é. E o filho da prima da Sookie tem os mesmo poderes de telepata que ela.
Lafayette está com a pele booa, até a mãe percebeu algo diferente e que Jesus está fazendo bem pra ele, e ela teve a brilhante conclusão de que “talvez Deus ame os gays”. Não sei porque mais eu ainda não confio completamente nas boas intenções de Jesus, algo nele é meio suspeito.
Como o Franklin não virou aquela pasta de sangue que os vampiros viram quando morrem já era de se esperar que ele desse as caras mais cedo ou mais tarde mas precisava ser tão curto deste jeito? Jason foi o herói da Tara neste episódio e a livrou pra sempre deste tormento que era Franklin na vida dela. Uma pena o lunático ter morrido de vez. 1 minuto de silêncio para o Franklin…..
Por falar em Jason, não sei se a história dele está chata ou se é a Crystal mesmo que é chata mesmo, só sei que não me importo com nada que acontece com eles. Gostei do Sam macho-cho perdendo a cabeça e socando sem parar o pai da Crystal apesar de não entender o motivo de tanta ira. Deve ser o estresse de cuidar daquele irmão aborrescente.
Jessica e Hoyt merecem o titulo de casal mais fofo de True Blood, foi tão bom vê-los conversando novamente mas Tommy está na área e não sei se a Summer vai largar do pé do Hoyt tão facilmente.
Enfim restam apenas 3 episódios para a grande final.

..:: True Blood [s03x08] ::..

Comentário: 3×08

Um episódio mais tranquilo se comparado aos dois anteriores principalmente nos 30 minutos iniciais a calmaria tomou conta de True Blood mas em se tratando de True Blood a gente já sabe que eles sempre se superam em seus momentos finais.

Vou falar que eu já estava super animada com o ponto final da relação entre o Bill e a Sookie no inicio do episódio. Esperava que eles ficassem um bom tempo separados pra série poder explorar com mais liberdade possíveis relacionamentos que já estão no ar principalmente pro lado da Sookie. Sempre reclamei que não via química entre Sookie e Bill ( só Allan Ball e uma meia dúzia de pessoas são fãs do casal), acho que está na hora de desenvolver algum rolo da Sookie com Eric ou com o próprio Alcide.

Enfim aquele chororo da Sookie lá no hospital não serviu de nada e vimos ( e como vimos) os dois reatarem no mesmo episódio. Bill e Sookie fizeram aquele  sexo de reconciliação, só resta saber por quanto tempo essa relação vai durar já que a loira tem recebido muitos avisos pra tomar cuidado com o Bill , primeiro com aquele ser daquele sonho dela e agora com a prima trazendo o recado do Eric. Mas Sookie não tá nem ai pra nenhum aviso e tudo entra por um ouvido e sai pelo outro, quero mais que ela quebre a cara logo.

As mulheres de Bon Temps foram assombradas por seus ex amados. Tara tem tido sonhos com o querido Franklin (acredito que por causa do sangue ou estaria ela sentido saudades do lunático? ) e Arlene tbm tem sonhado com Rene que é o pai do bebê que ela espera (tadinho do Terry que continua todo fofo e bobinho com a gravidez)

Lafayette novamente encontrou Jesus em sua vida graças a sua mãe maluca que fugiu da clinica. E o episódio deu a entender que a mulher não é tão louca assim como parece, será que o Lafa tem algum poder mesmo?

Jessica finalmente ganhou mais destaque no episódio. Foi ótima a cena em que o Bill disse que ela estava livre e o dialogo entre eles foi demais. Demais também foi Bill ensinando técnicas de luta pra ele. Ou Bill é um excelente professor ou aquele lobo não era de nada, ficou meio sem sentido a Jessica que já estava ferida por Russell ganhar tão fácil a luta assim. Mais sem sentido que isso só a Debbie não virar loba pra brigar com a Sookie, acabaria fácil com ela se quisesse. Mas como a gente não quer que Sookie e muito menos Jessica morram, dá pra fazer vista grossa com esses furos.

Russell já estava quase trucidando Bill mas a sorte dele é que bem na hora o rei sentiu que algo de muito errado estava acontecendo com Talbot e saiu voando de volta pra mansão.

Aliás o ponto alto do episódio foi mesmo a cena do Eric com a rainha Talbot. Ele está disposto a qualquer coisa pra cumprir seu desejo de vingança mas espero que Eric tenha um bom plano pra escapar da ira do rei Russell porque sinceramente acho que ele foi precipitado em já colocar em prática os seus planos de vingança.

Vamos aguardar  pelas cenas dos próximos capítulos.

..:: True Blood [s03x07] ::..

Comentário: 3×07

Já passamos da metade da temporada e pra quem assim como eu estava se queixando do andamento dos episódios nesta temporada de True Blood, agora não pode mais reclamar. O 7º episódio manteve a significativa melhora vista no episódio 6.

O episódio teve um inicio bem movimentado e como de costume começou do momento exato do final do episódio anterior com Lorena provando o misterioso sangue da Sookie e pelas mãos da garçonete telepata e com a ajudinha de Bill Lorena dá adeus a série num banho de sangue bem nojento. Achei prematura a morte da personagem , seria interessante vê-la atormentar muito a vida do Bill ainda.

Quem também passou dessa pra uma melhor foi Coot e pelas mãos do seu rival Alcide que lá no fundo deve ter sentido uma enorme satisfação de ter dado fim ao atual de sua amada Debbie, que está mais louca do que nunca.

Na van, a tentativa de Sookie para ajudar Bill não saiu como o esperado e a situação fugiu do controle. O vampiro ficou completamente descontrolado e agindo por instinto deixou Sookie quase sem vida, o que despertou a ira de Tara ( que finalmente está como era antes de virar insuportável) que o chutou para fora da van em plena luz do dia e para surpresa de Bill ele não torrou com os raios solares e a razão disso é o sangue de Sookie .

Pela quantidade de spoilers que rodam por aí já não deve ser surpresa pra ninguém “o que é” a Sookie mas neste episódios as coisas caminharam para esta revelação. O Eric com seu jeitinho próprio descobriu e pela cara de espanto dele era algo que ele não esperava.

Do sonho fantasia de Sookie o que mais intrigou foi saber que os pais dela não morreram como ela pensa e também o aviso de Claudine para que Sookie não deixe Bill levar sua luz. E ao acordar do estado de coma Sookie dá um grito ao ver Bill.

Duvido muito que Sam vai conseguir se livrar assim tão facilmente dos pais depois de ter resgatado o irmão daquela família problemática .

Jason foi o ponto mais fraco deste episódio , nada de muito relevante aconteceu com ele e Hoyt segue se aproximando da nova pretendente. Uma pena o pouco destaque de Jessica nos últimos episódios.

E Pam voltou a dar o ar das graças depois de alguns episódios fora. O Rei Russell, a rainha e Eric chegam bem na hora que o Magistrado estava prestes a iniciar mais uma sessão de tortura e toda a verdade sobre o tráfico de V fica esclarecido mas o Magistrado não tem tempo de fazer nada em relação a isso. Depois de realizar a cerimônia de casamento mais rápida da história ele acaba tendo sua cabeça decepada pelo Rei. Cena pra marcar a história de True Blood entre muitas outras.

Faltam apenas 5 episódios para o fim da temporada e se mantiver o ritmo dos dois últimos episódios já posso me dar por satisfeita.